Condução à Portuguesa.

No passado fim de semana resolvi ir à terra ver a família. O que é que isto tem de novidade? Nada! A única coisa diferente foi ter ido de carro em vez de Intercidades como habitualmente. Não fosse a manutenção a decorrer na linha da Beira Alta que implica transbordo para autocarro em Coimbra e outro em Mortágua novamente para o comboio, a opção pelo transporte público teria sido mais uma vez a eleita. Enfim… a verdade é que após 700 km por Estradas Nacionais, IP’s e Auto-Estradas constatei que duas situações:

1. É uma estupidez haver autoestradas com três faixas. Afinal de contas as pessoas não andam na faixa mais à direita, andam na faixa à direita da faixa mais à esquerda. Quando só há duas faixas está tudo bem a faixa mais à direita coincide com a faixa à direita da faixa mais à esquerda, agora quando existem 3 faixas isto não se verifica e acaba tudo por ir na faixa do meio. Resumindo, um autêntico desperdício de dinheiro em terceiras faixas…

2. Abrir uma oficina para substituição de “piscas” deve render, afinal muito poucos são os que funcionam!!! Um investimento relativamente pequeno e com retorno assegurado por altura das inspecções periódicas…

E assim, cá vamos nós andando pra baixo e pra cima neste pequeno rectângulo inclinado para o mar a que chamamos Portugal num estilo muito próprio a que chamo “Condução à Portuguesa“.

Gabriel Lopes

Status

Somos de Onde Queremos Estar

Nem sempre conseguimos estar onde queremos, mas nada nos pode impedir de ser de onde queremos estar!

Eu cá tenho muito orgulho das minhas origens e de sentir que pertenço a esta pequena e humilde terra que dá pelo nome de Soito de Aguiar da Beira. Tal como muitos outros, faço parte de uma geração que nasceu, cresceu ou vive longe do Soito, mas sempre que posso lá vou eu pra “Casa”. Infelizmente o trabalho e a vida puxam-nos pra longe mas o coração esse só tem um sentido.

Soito

Foi numa visita virtual que descobri o site da União de Freguesias de Soito e Valverde por acaso. Só posso dizer que fico muito feliz por ver um site moderno, funcional, actualizado e que permite uma maior partilha de informação entre todos. Muitos Parabéns.

http://www.ufsoutovalverde.com/

Aproveito também para me alegrar com o facto desta União entre Freguesias ter decorrido de forma tão tranquila e harmoniosa fruto da grande proximidade que sempre existiu entre as duas Freguesias. Fomos rápidos a perceber que não havia outra alternativa e a assumir que juntos somos mais fortes. Mais uma vez parabéns a todos.

E como a Saudade já é muita e ainda falta algum tempo até ao mês de Agosto, vou aproveitar o fim de semana livre para ir ao Soito fazer uma pequena visita aos meus pais. Aos que ainda têm mais um mês e meio pela frente antes de poderem regressar deixo um forte abraço.

Gabriel Lopes

PS: Nunca vou deixar de dizer/escrever Soito para passar a dizer/escrever Souto. Nem que viva 100 anos. =)

Galeria

Alto Alentejo a Dois

O Alentejo foi mais uma vez o destino de uns dias de férias.

Desta feita o Roteiro de três dias maravilhosos percorreu algumas das vilas do Alto Alentejo.

Roteiro Alto Alentejo

Dia 1

A viagem teve início pela manhã e foi feita em ritmo de passeio pela até à primeira paragem que aconteceu em Estremoz onde visitámos o Centro Histórico e o Castelo.

Castelo de Estremoz

Depois de Almoço seguimos para Vila Viçosa onde conhecemos o Castelo e o Paço Ducal. Se exteriormente o Paço Ducal é imponente a visita ao seu interior mostra o quão fabuloso é! Sem dúvida um local a revisitar no futuro.

Paço Ducal

O repouso do primeiro dia aconteceu no Monte da Provença, um hotel rural muito simpático nas imediações de Elvas.

Monte da Provença

Não podemos deixar de agradecer a dica para jantar ao nosso Amigo Pedro Monteiro que nos indicou o Restaurante Pompílio com um pudim de requeijão divinal!!! =)

Dia 2

O segundo dia começou com um belo passeio matinal após o qual seguimos para Elvas.

Passeio Matinal

Em Elvas visitámos o Castelo de Elvas, o Centro Histórico e algumas das Fortificações que conferem a esta cidade Alentejana o título de Património da Humanidade.

Praça da República - Calçada

Antes de deixar Elvas não pudemos deixar de tirar alguma fotos à paisagem e ao imponente Viaduto da Amoreira.

Viaduto da Amoreira

A viagem até Marvão foi curta e à chegada o cenário era simplesmente Fenomenal. A pequena vila fortificada localizada no topo das escarpada Serra do Sapoio a cerca de 900 metros de altitude é simplesmente TOP e remete-nos para um imaginário da Era Medieval onde foi apelidada de Fortaleza Inexpugnável e/ou Vigia da Raia

Marvão

A visita ao Castelo permite desfrutar de vistas de cortar a respiração que as fotos não permitem captar na sua plenitude.

Castelo de Marvão

É possível percorrer grande parte das muralhas, visitar a cisterna e apreciar a vista da Vila a partir do Castelo.

Vila de Marvão

Percorremos as principais ruas de Marvão o que nos permitiu ver um excelente exemplo de preservação do património e não só. Tudo está impecavelmente arranjado, enquadrado e sinalizado.

Marvão

O jantar foi no Restaurante Churrasqueira Sever onde realçamos a Sopa de Cogumelos e a Simpatia do Staff. Na ida para o Hotel uma foto que ficou por tirar durante a tarde devido ao trânsito mas que dado o adiantado da hora não ficou nada mal.

Marvão à Noite

Pernoitámos na Quinta das Lavandas onde fomos recebidos de forma quase familiar pelo Sr. Estevão e pela Sra. Teresa que nos fizeram sentir em casa e onde pudemos provar o delicioso Chá de Lavanda, produzido pelos mesmos nos campos de lavanda que rodeiam o Hotel Rural.

Dia 3

O último dia começou com uma visita ao Castelo de Vila onde aproveitámos para tirar algumas fotos para mais tarde recordar.

Castelo de Vide

Após a visita ao Castelo e ao Burgo seguiu-se uma incursão pelas ruas estreitas da Judiaria e a visita à Sinagoga.

Judiaria

Antes de partir o almoço decorreu no Restaurante D. Pedro e uma última foto à Vila a que D. Pedro apelidou de Sintra do Alentejo.

Castelo de Vide

 O regresso a Lisboa foi feito em ritmo de passeio pela planície Alentejana, longe do stress da Auto-Estrada.

Foram 3 dias maravilhosos por terras Alentejanas com o propósito de continuar a visitar, conhecer e descobrir esta terra fantástica que é nossa e se chama Portugal.

Gabriel Lopes

Galeria

Litoral Alentejano

O Litoral Alentejano foi o destino escolhido para uns dias de férias. E que bela escolha!!!
Os adjectivos para classificar este recanto de Portugal escasseiam, por isso, nada melhor partilhar algumas imagens que me vão ficar na memória desta semana magnífica.

Praia da Lagoa de Santo André

Praia da Lagoa de Santo André

Hotel Rural Monte das Lezírias

Hotel Rural Monte das Lezírias

Porto das Carretas / Praia do Monte Velho

Porto das Carretas / Praia do Monte Velho

Flora Local

Flora Local

Envolvente do Castelo de Santiago do Cacém

Envolvente do Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Santiago do Cacém

Centro Histórico de Santiago do Cacém

Centro Histórico de Santiago do Cacém

Ilha do Pessegueiro

Ilha do Pessegueiro

E muito mais ficou por fotografar… o Montado da Serra de Grândola, o Jantar no Cais da Estação em Sines, o Gosto pelo Ciclismo que se vive nesta região, a Beleza da Praia da Samoqueira, a Saudade das Férias de 2004 em Porto Covo, o Final de Tarde na Praia da Comporta, a Viagem de Carro pela Estrada Nacional em Ritmo de Passeio ou Aquela Sesta à Beira Mar.

E Tudo isto só podia ser assim tão saboroso na Companhia da Minha Adorável Mulher e Família! =)

Sem Dúvida um Destino a Recomendar e a Repetir!!!

Gabriel Lopes