Status

Dia Mundial da Criança

No Dia Mundial da Criança o meu pensamento vai para todas as Crianças vítimas de Minas Terrestres Anti-Pessoais que segundo dados  da UNICEF e da Cruz Vermelha representam actualmente entre 46% e 50% do total de vítimas destas aberrações…

diaintminas

As amputações de membros acontecem em 30% dos casos, sendo os rapazes os mais afectados…

Uma das muitas tragédias que ainda afectam as Crianças de mais de 60 países em todo o mundo.

Gabriel Lopes

Nota

Capitão Falcão

Ontem conheci O Capitão Falcão!!! O Super Herói Português Mais Patriótico de Sempre esteve à altura dos desafios e revelou-se simplesmente hilariante!!!

Portugal poderá contar com a Coragem e Justiça do seu Maior Herói para o proteger de todo e qualquer Perigo.

E pode também contar com os seus actores, realizadores, argumentistas, investidores etc para manter o Cinema Português vivo nas salas de Cinema.

A nós, enquanto público, cabe-nos apoiá-lo indo ver os Nossos Filmes.

Gabriel Lopes

Galeria

Alto Alentejo a Dois

O Alentejo foi mais uma vez o destino de uns dias de férias.

Desta feita o Roteiro de três dias maravilhosos percorreu algumas das vilas do Alto Alentejo.

Roteiro Alto Alentejo

Dia 1

A viagem teve início pela manhã e foi feita em ritmo de passeio pela até à primeira paragem que aconteceu em Estremoz onde visitámos o Centro Histórico e o Castelo.

Castelo de Estremoz

Depois de Almoço seguimos para Vila Viçosa onde conhecemos o Castelo e o Paço Ducal. Se exteriormente o Paço Ducal é imponente a visita ao seu interior mostra o quão fabuloso é! Sem dúvida um local a revisitar no futuro.

Paço Ducal

O repouso do primeiro dia aconteceu no Monte da Provença, um hotel rural muito simpático nas imediações de Elvas.

Monte da Provença

Não podemos deixar de agradecer a dica para jantar ao nosso Amigo Pedro Monteiro que nos indicou o Restaurante Pompílio com um pudim de requeijão divinal!!! =)

Dia 2

O segundo dia começou com um belo passeio matinal após o qual seguimos para Elvas.

Passeio Matinal

Em Elvas visitámos o Castelo de Elvas, o Centro Histórico e algumas das Fortificações que conferem a esta cidade Alentejana o título de Património da Humanidade.

Praça da República - Calçada

Antes de deixar Elvas não pudemos deixar de tirar alguma fotos à paisagem e ao imponente Viaduto da Amoreira.

Viaduto da Amoreira

A viagem até Marvão foi curta e à chegada o cenário era simplesmente Fenomenal. A pequena vila fortificada localizada no topo das escarpada Serra do Sapoio a cerca de 900 metros de altitude é simplesmente TOP e remete-nos para um imaginário da Era Medieval onde foi apelidada de Fortaleza Inexpugnável e/ou Vigia da Raia

Marvão

A visita ao Castelo permite desfrutar de vistas de cortar a respiração que as fotos não permitem captar na sua plenitude.

Castelo de Marvão

É possível percorrer grande parte das muralhas, visitar a cisterna e apreciar a vista da Vila a partir do Castelo.

Vila de Marvão

Percorremos as principais ruas de Marvão o que nos permitiu ver um excelente exemplo de preservação do património e não só. Tudo está impecavelmente arranjado, enquadrado e sinalizado.

Marvão

O jantar foi no Restaurante Churrasqueira Sever onde realçamos a Sopa de Cogumelos e a Simpatia do Staff. Na ida para o Hotel uma foto que ficou por tirar durante a tarde devido ao trânsito mas que dado o adiantado da hora não ficou nada mal.

Marvão à Noite

Pernoitámos na Quinta das Lavandas onde fomos recebidos de forma quase familiar pelo Sr. Estevão e pela Sra. Teresa que nos fizeram sentir em casa e onde pudemos provar o delicioso Chá de Lavanda, produzido pelos mesmos nos campos de lavanda que rodeiam o Hotel Rural.

Dia 3

O último dia começou com uma visita ao Castelo de Vila onde aproveitámos para tirar algumas fotos para mais tarde recordar.

Castelo de Vide

Após a visita ao Castelo e ao Burgo seguiu-se uma incursão pelas ruas estreitas da Judiaria e a visita à Sinagoga.

Judiaria

Antes de partir o almoço decorreu no Restaurante D. Pedro e uma última foto à Vila a que D. Pedro apelidou de Sintra do Alentejo.

Castelo de Vide

 O regresso a Lisboa foi feito em ritmo de passeio pela planície Alentejana, longe do stress da Auto-Estrada.

Foram 3 dias maravilhosos por terras Alentejanas com o propósito de continuar a visitar, conhecer e descobrir esta terra fantástica que é nossa e se chama Portugal.

Gabriel Lopes

Status

Democracia Grega

Se eu já achava injusto o sistema de eleição de deputados para o parlamento Português por beneficiar os partidos mais votados em detrimento dos menos votados, permitindo a obtenção de maiorias absolutas a partir dos 43/44%, fiquei boquiaberto quando tomei conhecimento do sistema grego…

Não é que tenha a nada a ver com isso, mas como ninguém me impede de dar a minha opinião acho estranho um sistema que não permite a representação parlamentar dos partidos que obtêm menos 5% dos votos e que dá 50 deputados de bónus ao partido mais votado permitindo a obtenção de maiorias absolutas a partir dos 37/38%…

Mas como se diz na minha terra: “por um se ganha por um se perde“. O povo grego votou e o Syrisa ganhou, ponto final.

Resta esperar para ver o que vai acontecer daqui em diante na Grécia com a extrema esquerda à frente dos destinos deste país que atravessa uma situação social muito delicada e tem uma dívida monstruosa para pagar…

Gabriel Lopes

Status

TopObras

Porque o Empreendedorismo não acontece só no “Shark Tank”, aproveito para divulgar o projecto de um amigo e antigo colega do IST que lançou a sua empresa na área da Construção Civil.

A TopObras (www.topobras.pt) executa todo o tipo de obras estando vocacionada para a Reabilitação e Remodelação de Imóveis (apartamentos, moradias, lojas, escritórios e edifícios) e para a Coordenação e Gestão de Obras.

Conhecendo a honestidade, o rigor e a qualidade pelos quais o Pedro pauta todo o seu trabalho, tenho a firme convicção que sucesso é a palavra que classifica este projecto.

Gabriel Lopes

Status

Factura S.F.F.

Pouco a pouco os portugueses começam a habituar-se a pedir facturas em todas as compras que fazem, o que me deixa bastante satisfeito. =)

Temos todos de nos consciencializar da regra mais básica de justiça fiscal de qualquer país: Todos Têm Que Pagar os Seus Impostos!!! Neste equilíbrio o Contribuinte é sem dúvida o elo mais fraco, mas também, o elemento com maior capacidade no combate à evasão fiscal, em particular ao IVA e de forma mais genérica noutros campos nomeadamente:

  1. Permitir diferenciar empresas cumpridoras neste campo face à concorrência desleal daquelas que fugindo ao pagamento de impostos ganham uma vantagem competitiva fraudulenta;
  2. Diminuir os impostos que recaem sobre os contribuintes através da devolução de parte do IRS e do IVA pago em alguns sectores de actividade;
  3. Reduzir a economia paralela e a fuga ao fisco;
  4. Contribuir para um país mais justo.

Para isto basta pedir factura com número de contribuinte em todas as compras e registá-las no site e-fatura.

Apesar de não concordar com o actual Governo quanto à forma (sorteio semanal de automóveis topo de gama) e intuito com que tomou estas medidas (aumentar as receitas fiscais evitando ter que reduzir despesas), a verdade é que os portugueses estão a ganhar hábitos que ficarão depois da crise e que farão de Portugal um País mais justo e eficiente no que toca a Todos Pagarem os Seus Impostos!!!

Gabriel Lopes

Status

TAP

Tal como eu a maioria dos portugueses passa a época natalícia junto da família. Felizmente, tenho a sorte de não precisar de apanhar um avião para rumar até à Beira Alta. No entanto, este ano há milhares e milhares de pessoas que não têm a mesma sorte, isto porque a TAP resolveu brindá-las com uma greve de 4 dias entre 27 e 30 de Dezembro. Os 12 Sindicatos, DOZE, representantes dos cerca de 13 000 funcionários do grupo, convocaram esta greve como forma de protesto contra a privatização da empresa no início de 2015.

A minha opinião em relação à TAP que tanto dinheiro recebeu dos contribuintes, à TAP que é o elo de ligação da Lusofonia, à TAP que é uma das Bandeiras de Portugal e alimenta o Turismo, este Natal vai falhar aos Contribuintes, à Lusofonia, ao Turismo e principalmente a Portugal e aos Portugueses.

Quanto aos Sindicatos e à Greve só me apetece dizer: Sim sim, é mesmo assim que vão evitar a Privatização da TAP…

Gabriel Lopes

Status

E é isto…

Perante tanta Sem-Vergonhice só me apraz dizer que Portugal é irremediavelmente uma terra propicia para Ladrões, Corruptos e Macios.

Ah desculpem, agora diz-se Ladrões Gourmet, Corruptos Gold e Macios do Bairro que não podemos deixar de estar na moda!!!

Os Ladrões e Corruptos são os mesmos de sempre e os Macios também… Em relação aos primeiros só tenho a dizer que existem porque os segundos deixam, afinal, quem “manda” são os segundos e não os primeiros apesar de os primeiros acharem que o poder é deles e os segundos também… Enquanto todos pensarem assim tudo vai continuar na mesma! É a triste sina deste povo que continua a baixar a cabeça e a ser enganado com mais ou menos requinte, mais ou menos descaramento, mais ou menos sofrimento…

Gabriel Lopes

Galeria

Alto Douro Vinhateiro

O Alto Douro Vinhateiro foi o destino de mais um belo fim de semana a dois. Desta feita pude visitar e conhecer mais um cantinho maravilhoso deste nosso Portugal. Ficam algumas fotos dessa incursão por terras durienses na companhia da minha esposa.

Mesão Frio

Agua Hotels Douro Scala

Pinhão

Cais do Pinhão

Pinhão

Ponte do Pinhão – O Douro

Pinhão

Ponte do Pinhão – A Vinha

Peso da Régua

Antigo Cais de Carga da Estação de Comboios de Peso da Régua.

Peso da Régua

A Janela do Douro

Mesão Frio

O Douro em Mesão Frio

Mesão Frio, Lamego, Peso da Régua, Pinhão foram alguns dos locais que tivemos oportunidade de descobrir, visitar, saborear, apreciar…  voltaremos mais vezes seguramente!

Não podia acabar sem uma palavra de agradecimento aos meus cunhados Raquel e Roberto. Obrigado. =)

Gabriel Lopes

Aguiar da Beira – Reciclagem

 A Reciclagem é um daqueles assuntos que gera um contra-senso inexplicável na sociedade actual. Se por um lado a maioria da população assume conhecer os benefícios da reciclagem, também é certo que a maioria da população continua a ter uma inércia no momento de separar os resíduos que produzem e a coloca-los no local correcto.

E como será que está o concelho de Aguiar da Beira no que toca a este tema?

Em termos de estruturas existem 23 ecopontos espalhados pelas 10 freguesias e um ecocentro na estrada nacional 330. Na tabela seguinte é possível ver a localização e a capacidade de cada uma destas estruturas vocacionadas para a recolha selectiva de Vidro, Papel/Cartão e Embalagens de Plástico/Metal.

Quadro - AGB Reciclagem

Fonte: Planalto Beirão

No que diz respeito à periodicidade da recolha destes resíduos, é efectuada quinzenalmente no caso do Papelão e do Embalão e mensalmente para o Vidrão.

No que toca às estruturas existentes e ao serviço prestado pode dizer-se que é suficiente e adequado às necessidades do concelho, resta saber se a população tem correspondido ao desafio de separar os seus resíduos?

Recorrendo aos dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística entre 2002 e 2011 é possível observar a evolução de indicadores como a recolha de resíduos urbanos ou a recolha de resíduos urbanos selectivos referentes ao Município e comprá-los com os valores nacionais. O gráfico seguinte condensa esses dados.

Gráfico - AGB Reciclagem

Fonte: Elaboração Própria com dados provenientes da INE

Analisando a recolha de resíduos indiferenciados é possível retirar algumas ilações:

  1. Evolução da recolha de resíduos indiferenciados:

Entre 2002 e 2011 a recolha de resíduos indiferenciados cresceu 44% em Aguiar da Beira, valor muito acima dos 10% a nível nacional. Apesar da produção anual dos aguiarenses (363Kg/hab em 2011) continuar a ser inferior à média nacional (487Kg/hab em 2011), o ritmo de crescimento desses resíduos é bem mais rápido.

  1. Evolução da recolha de resíduos selectivos:

A recolha selectiva de resíduos cresceu 77% no Município de Aguiar ficando no entanto muito aquém dos 252% a nível nacional. Estamos a separar mais, mas ainda muito longe da média nacional.

  1. Recolha Selectiva vs Recolha Indiferenciada:

Em 2011, cada Aguiarense separava em média 20Kg de resíduos por ano (6,3% dos resíduos indiferenciados que produz) enquanto a média nacional se situava nos 77Kg/ano (15,2% dos resíduos indiferenciados produzidos);

Resumindo, temos estruturas e serviços adequados no entanto não estamos a aproveitá-los como deveríamos. Muito há a fazer neste aspecto para poupar o ambiente, diminuir a pressão sobre a floresta, solos, aquíferos, criar empregos, etc… E aqui só depende de cada um querer fazer parte da solução e tornar Aguiar da Beira numa referência também neste aspecto.

Gabriel Lopes

Galeria

Litoral Alentejano

O Litoral Alentejano foi o destino escolhido para uns dias de férias. E que bela escolha!!!
Os adjectivos para classificar este recanto de Portugal escasseiam, por isso, nada melhor partilhar algumas imagens que me vão ficar na memória desta semana magnífica.

Praia da Lagoa de Santo André

Praia da Lagoa de Santo André

Hotel Rural Monte das Lezírias

Hotel Rural Monte das Lezírias

Porto das Carretas / Praia do Monte Velho

Porto das Carretas / Praia do Monte Velho

Flora Local

Flora Local

Envolvente do Castelo de Santiago do Cacém

Envolvente do Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Santiago do Cacém

Castelo de Santiago do Cacém

Centro Histórico de Santiago do Cacém

Centro Histórico de Santiago do Cacém

Ilha do Pessegueiro

Ilha do Pessegueiro

E muito mais ficou por fotografar… o Montado da Serra de Grândola, o Jantar no Cais da Estação em Sines, o Gosto pelo Ciclismo que se vive nesta região, a Beleza da Praia da Samoqueira, a Saudade das Férias de 2004 em Porto Covo, o Final de Tarde na Praia da Comporta, a Viagem de Carro pela Estrada Nacional em Ritmo de Passeio ou Aquela Sesta à Beira Mar.

E Tudo isto só podia ser assim tão saboroso na Companhia da Minha Adorável Mulher e Família! =)

Sem Dúvida um Destino a Recomendar e a Repetir!!!

Gabriel Lopes

Séries Nacionais – RTP

Há uns tempos assisti à série televisiva na RTP sobre a Vida de Florbela Espanca. Tirando alguns dos seus poemas que foram musicados e popularizados pelos Trovante, Mariza, Kátia Guerreiro, confesso que pouco mais conhecia da vida e obra desta poetisa portuguesa. Foi o estímulo para partir à descoberta de mais sobre Florbela Espanca.

Lembro-me ainda de várias séries nacionais de grande qualidade que abordavam períodos, personagens ou episódios marcantes da nossa história.

Numa pesquisa rápida recuperei o ano de estreia, o número de episódios e o(s) autor(es):

  • 1997 – Ballet Rose – 10 Episódios – Moita Flores e Felícia Cabrita;
  • 1999 – A Raia dos Medos – 13 Episódios – Moita Flores;
  • 2000 – A Febre do Ouro Negro – 13 Episódios – Júlia Pinheiro, Felícia Cabrita e Manuel Arouca;
  • 2000 – Esquadra de Polícia – 26 Episódios – Moita Flores e Luís Filipe Costa;
  • 2000 – Alves dos Reis, Um Seu Criado – 50 Episódios – Moita Flores;
  • 2000 – O Conde d’Abranhos – 13 Episódios – Moita Flores (Eça de Queirós);
  • 2001 –  O Processo dos Távoras – 13 Episódios – Moita Flores;
  • 2004 – A Ferreirinha – 13 Episódios – Moita Flores;
  • 2005 – Pedro e Inês, A Grande História – 13 Episódios – Moita Flores;
  • 2005 – João Semana – 13 Episódios – Moita Flores;
  • 2011 – Perdidamente Florbela – 3 Episódios – Vicente Alves de Ó.

Séries como estas, são na minha opinião, serviço público de qualidade. Infelizmente, depois dos períodos 1999-2001 e 2004-2005 em que a produção deste tipo de séries foi mais intensa, pouco mais se fez neste campo…

Gabriel Lopes

À Mes Amis

“I grew up in the ’30s with an unemployed father. He didn’t riot. He got on his bike and looked for work, and he kept looking till he found it.” – Norman Tebbit

Quando o assunto de conversa é o Desemprego lembro-me desta citação porque acredito que é inspiradora e a atitude a seguir para tentar acabar com esta chaga social.

Esta dura realidade afecta milhares de portugueses e apesar dos indicadores mostrarem uma melhoria ténue no último ano, ainda estamos acima dos 15%.  Segundo dados do Eurostat, Portugal tem desde Março de 2009 uma taxa de desemprego acima de 10%.

É assustador ver familiares, amigos, vizinhos, etc passarem por esta realidade. A todos eles quero deixar uma palavra de esperança e coragem, não desistam e acreditem porque o esforço e a perseverança acabam sempre por dar os seus frutos.

No que eu puder ajudar, contem comigo!

Gabriel

Aguiar da Beira – Transportes Públicos

Os Transportes Públicos são extremamente importantes nos grandes meios urbanos por questões físicas, (tráfego mais fluído, menos engarrafamentos), ambientais, (redução das emissões de CO2), e económicas (os custos associados à utilização dos Transportes Públicos são consideravelmente inferiores aos do Transporte Individual).

Nos meios rurais, o Transporte Público é ainda visto como pouco expressivo, muitas vezes porque não lhe é dada a devida importância pelo poder local. Mas num tempo em que a desertificação assola o interior do país e as dificuldades económicas conduziram a uma maior concentração de serviços, escolas, unidades de saúde, etc, nas sedes de concelho é importante olhar e pensar os transportes públicos como uma solução para muitas deslocações diárias/esporádicas das populações.

Olhando para realidade actual do concelho de Aguiar da Beira no que diz respeito a esta temática, existe uma pequena rede de transportes públicos constituída por 5 linhas de autocarro que ligam as várias localidades à Escola da Vila, assegurando simultaneamente o transporte escolar e do público em geral.

Para se ter uma noção da cobertura da rede resolvi criar um diagrama de rede com base na informação disponibilizada no sítio de Internet da Câmara Municipal, atribuindo uma cor cada um deles e dando uma nova imagem aos horários.

Diagrama da Rede (2013/2014):

Transportes AGB - 2013-2014

Horários dos Circuitos:

Como se pode constatar, o serviço chega a quase todas as localidades do concelho, no entanto, para além da população estudantil, a população em geral desconhece os percursos, os horários, os tempos de viagem ou os tarifários dos autocarros que servem as suas aldeias. Isto acontece porque o serviço não é divulgado, a informação é escassa e não está articulado com as necessidades das pessoas.

Quando se planeia uma rede de transportes é preciso pensar nas pessoas, conhecer as suas deslocações e criar soluções que vão de encontro às suas necessidades, sem esquecer o transporte escolar.

Falando em concreto da realidade do concelho, existem uma série de medidas que poderiam ser adoptadas para melhorar a abrangência e qualidade do serviço, nomeadamente:

1. Divulgar os serviços existentes nas Juntas de Freguesias, nas paragens de autocarros e até nos sítios de Internet da Escola, Câmara Municipal, Unidade de Saúde, etc. Isto faria com que mais pessoas conhecessem o serviço e pudessem passar a contar com ele como uma alternativa. Uma medida implicaria custos muito reduzidos a implementar;

2. Criar de 2 novas paragens (Centro de Saúde e Centro da Vila onde se encontram os principais serviços municipais e o comércio local) estendendo o percurso das 5 carreiras antes ou após a paragem na escola. Isto permitiria as pessoas irem às compras, ao médico, à escola ou tratar de assuntos pessoais usando o transporte público. A implementação desta medida não implicaria grandes custos uma vez que bastaria prolongar em 1,5 Km os percursos actuais;

3. Criar um horário a meio do dia de modo a permitir uma maior liberdade aos utilizadores possibilitando que estes passem apenas a manhã ou a tarde no destino em vez de ter de passar o dia todo no destino como acontece actualmente. Esta medida melhoraria consideravelmente a qualidade do serviço, no entanto, acarretaria um  investimento consideravelmente maior e dependeria muito da procura existente.

Estas e outras medidas poderiam melhorar muito a qualidade dos transportes públicos em particular e a qualidade de vida das populações do concelho em geral.

Gabriel Lopes

Aguiar da Beira – Democracia Local

A sete semanas das próximas eleições autárquicas e enquanto a campanha eleitoral não entra na recta final, achei interessante consultar o histórico dos resultados autárquicos do Concelho nos últimos 30 anos. Aproveitei para reunir esta informação num ficheiro excel que aqui partilho.

Da análise destes dados foi possível observar algumas curiosidades:

  • A Câmara Municipal foi sempre ganha por partidos de Direita (CDS e PSD);
  • Desde 1997 que o CDS-PP não vence qualquer Junta de Freguesia;
  • Os anos em que o PS ganhou mais Juntas de Freguesia foram 2005 (Cortiçada e Forninhos) e 2009 (Cortiçada e Eirado);
  • Valverde foi a freguesia onde mais vezes se apresentou apenas uma lista à Junta de Freguesia (1982, 1985 e 2009);
  • Valverde é a única freguesia que elegeu sempre candidatos do mesmo partido (PSD);
  • O melhor resultado eleitoral do PCP-PEV foi obtido em 2001 na Freguesia de Gradiz (19,4% dos Votos);
  • Listas Independentes foram eleitas apenas em duas Juntas de Freguesia: Aguiar da Beira e Eirado (2001);
  • A Vitória mais Renhida foi obtida pelo PSD em 1993 na freguesia de Carapito com apenas mais 1 voto que o PS;

No que toca às próximas eleições são de realçar alguns factos que vão apimentar politicamente o Concelho nas próximas semanas tanto na disputa para a Câmara Municipal como para as várias Juntas de Freguesia.

Em primeiro lugar, estas vão ser as primeiras eleições marcadas pela nova lei de limitação de mandatos que impede a recandidatura de vários Presidentes de Junta e do Presidente da Câmara Municipal. Assim, ao nível da Câmara Municipal o principal motivo de interesse é saber quem sucederá ao Presidente cessante (Fernando Andrade) ao fim de 16 anos, Fernando Pires (PPD/PSD) ou Joaquim Bonifácio (Independente). Já ao nível das Juntas de Freguesias uma das principais curiosidades prende-se com o facto destas serem as primeiras eleições autárquicas após a reforma levada a cabo pelo actual governo e que vão eleger pela primeira vez Presidentes de Junta nas freguesias agregadas Aguiar da Beira-Coruche, Sequeiros-Gradiz e Soito-Valverde.

São ingredientes mais que suficientes para uma corrida eleitoral muito disputada e em que a palavra final será dada aos eleitores do concelho no próximo dia 29 de Setembro.

Ficheiro Excel disponível em: https://gabrielfigueiredolopes.wordpress.com/agb-democracia-local.xlsx

Gabriel Lopes

Venha a Conta!

Todos os dias ouço pessoas a queixarem-se da redução das reformas, da mobilidade especial, da nova lei de requalificação, dos cortes nas indemnizações por despedimento, do aumento da idade de reforma para os 66 anos, do aumento do horário de trabalho de 35h/semana para 40h/semana, da perda de poder de compra, etc… Sinceramente percebo os seus protestos, indignação, angústias e o sentimento de injustiça nos sacrifícios pedidos enquanto alguns continuam a usufruir de regalias principescas. Partilho as suas preocupações e estou 100% solidário com todas essas pessoas.

No entanto, estou muito mais preocupado com a minha geração, a geração que menos culpa teve no estado a que o país chegou, a geração que vai pagar a crise, a geração que só quer ter direito a ter um trabalho e que muito provavelmente não vai ter direito reformas, educação e saúde tendencialmente gratuitas, indemnizações por despedimento, subsídios de férias, subsídios de Natal, subsídios de paternidade, que vai trabalhar muito mais do que 40h/semanais, muito além dos 66 anos e sempre com a palavra desemprego a fazer parte das suas vidas muito mais vezes do que seria desejável.

Pertenço à geração dos que vão pagar a conta, sim porque por muito que custe as dívidas são para pagar. O que peço em troca? Justiça, Emprego, Esperança…

Gabriel Lopes

Eles andam aí…

Eles andam aí…

Esses tipos fantásticos, munidos de um discurso estruturado, envolvente e repleto de argumentos poderosos, são capazes de dar a volta à cabeça de qualquer um, mesmo aqueles que não querem fazer greve.

piquetes

Esta situação ocorreu em França mas quem não se lembra das cenas de pancadaria propiciadas por estes senhores no terminal da Vimeca numa das últimas greves gerais?

Confesso que já tinha saudade dos piquetes de greve!!!

Gabriel Lopes

Luz Solar

Há algum tempo atrás numa conversa de café com um colega de trabalho comentávamos que parecia haver épocas do ano em que os dias “cresciam” mais rapidamente.

Achámos ambos que essa sensação devia ocorrer por altura dos equinócios mas a conversa ficou por ali.

Passados uns tempos o tema voltou à baila e dessa vez a curiosidade falou mais alto. Decidi tirar a situação a limpo e comecei por consultar o sítio do Observatório Astronómico de Lisboa de modo a obter os horários de nascimento e ocaso do Sol para a cidade de Lisboa. Seguiu-se um tratamento rápido da informação no Excel donde resultaram dois gráficos.

O gráfico 1 exibe a evolução desses horários e do tempo de luz solar ao longo de 2012. Pode ver-se que o “dia mais pequeno” do ano teve 9:27 e o “maior” 14:53 de luz. As quebras registadas no nascimento e ocaso do sol dizem respeito às mudanças de hora.

Gráfico 1

A variação do tempo de luz solar em relação ao dia anterior encontra-se representada no Gráfico 2, e mais não do que a derivada da curva “luz solar” do gráfico 1. Os dia de maior variação coincidem com os equinócios e os de variação nula com os solícitos.

Gráfico 2

Gráfico_Derivada

E assim se esclareceu uma curiosidade surgida numa conversa de café que achei apropriado partilhar em dia de solstício de Verão.

Gabriel Lopes

À Reconquista da Suiça

Os ciclistas portugueses têm ganho cada vez mais o seu espaço no pelotão internacional, não só em número mas também em qualidade. A prová-lo está a crescente participação de atletas lusos nas grandes competições internacionais de ciclismo integrados em equipas de renome mundial.

Daqui a umas horas teremos o nosso Rui Costa a discutir a volta à Suiça em Bicicleta, partindo para a última etapa (Contra Relógio Individual) na 2ª posição a apenas a 13′ de renovar o título conquistado em 2012.

Força Rui!!!

Rui Costa

Gabriel Lopes

E os Alunos, pah?

Confesso que estou ansioso para ver o desfecho do Braço de Ferro entre Professores e Governo no que toca à Greve marcada para dia 17/6.

Irrita-me ver o Governo e os Professores, liderados por Nuno Crato e Mário Nogueira, encherem a boca para falarem nos interesses dos alunos quando na verdade não foram capazes de chegar a um acordo para salvaguardarem o esforço de milhares de estudantes, quando faltam apenas 4 dias para o exame nacional de Português.

Uma coisa é certa, os principais prejudicados serão, como sempre, os alunos.

É triste…

Gabriel Lopes