Nota

Quiz

Hoje apeteceu-me partilhar um mini quiz que fiz mentalmente a mim próprio nos últimos tempos tendo por base a minha experiência como peão, condutor e cidadão…

O tema do quiz é a atitude dos condutores face ao estacionamento e tem uma duração estimada de aproximadamente 3 minutos. Está salvaguardado o anonimato de todos os participantes.

Nota: No caso de não querer participar veja pelo menos o video da questão 3.

Questão 1

Na situação seguinte qual foi o pensamento dos condutores dos 7 automóveis estacionados?

Situação 1

A) Que rica sombrinha ali naquele passeio para o meu carro passar o dia todo;

B) Já que alguém derrubou os pilaretes, vou aproveitar e assim não preciso de pagar parquímetro;

C) Passeio? Qual passeio? Ali não é zona para andar a pé, usem os transportes públicos;

D) Não vou estacionar no passeio pois trata-se de uma zona para os peões circularem em segurança.

Questão 2

Na imagem seguinte qual foi o pensamento do automobilista ao estacionar em cima do passeio?

Situação 2

A) É mesmo isto que andava à procura.

B) Sou um perfeito anormal e merecia que me escavacassem a porta do carro!

C) Peões? Eu sou o Rei da Selva e estaciono onde eu quiser.

D) Querem passar? Vão à volta!!!

Questão 3

No video seguinte como acha que se ficaram a sentir os automobilistas?

A) Será que vai passar nos apanhados?

B) Não bateram mesmo no meu carro pois não?

C) Fui mesmo egoísta!!! Serviu-me de lição.

D) Grande Azar, foram só mesmo 5 minutos…

Chegou ao Fim do Questionário.

Muito obrigado pela sua participação.

Gabriel Lopes

 

Status

Estágios…

Aí está um tema que na minha opinião prova como uma boa ideia em teoria pode ser muito mal aplicada na prática.

Aquilo que segundo o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional deveria “promover a integração de jovens no mercado de trabalho ou a reconversão profissional de desempregados” não passa de uma medida que dá aos jovens e aos desempregados meras migalhas (por muito que estas lhe façam faltam e sejam por vezes o seu único meio de subsistência) e permite que entidades empregadoras tenham trabalhadores qualificados com um custo insignificante.

Ah e tal mas assim o estado promove o emprego que demoraria mais tempo a ser criado ajudando empregadores e trabalhadores que procuram uma oportunidade… Tretas!!!

Na minha maneira de ver as coisas são criados os seguintes tipos de empregos:

  • Empregos Rodízio com as entidades empregadoras a descartarem os estagiários no final e incorporando de imediato novo estagiário para continuarem a ter trabalho praticamente gratuito até ao momento em que teriam de inserir um deles no quadro.
  • Empregos Ampulheta em que os jovens/desempregados sabem que não vão passar dos 6/9/12 meses e em que as funções que desempenham muitas vezes não correspondem às suas qualificações/competências.
  • Empregos Fictícios que não sendo necessário às entidades empregadoras acabam por o ser dado o baixo custo que acabam para ter para estas. Isto apenas retira valor ao trabalho e desmotiva quem realmente procura um emprego a sério.
  • Empregos A Sério que seriam justamente remunerados sem estas medidas mas não o são.

Diria que existe a noção generalizada da deturpação deste conceito e da má aplicação de recursos, no entanto, penso que o mais gritante é o silêncio que decorre da dependência que existe desta e de outras medidas que deveriam ajudar a criar emprego e oportunidades mas que acabam por ter um efeito analgésico e inibidor na criação de emprego estável, qualificado e de longo prazo.

Gabriel Lopes

Status

Sem Espinhas…

Se há pessoas achacadas com as espinhas do peixe, eu sou definitivamente uma delas…

Ainda ontem ao jantar pensei: “ufa, hoje é aquele peixe que só falta escreverem na embalagem em letras garrafais Sem Espinhas“. No entanto, mal abri o peixe vi logo algumas das ditas espinhas…

Lá fui jantando pondo de lado as espinhas e pensando que nem tendo feito a boa acção do dia logo pela manhã, destravando o carro de uma senhora a quem o filho tinha puxado o travão de mão quase até ao tejadilho, me livrei das malditas espinhas… lol

No final da refeição contei 11 espinhas num peixe que supostamente não tem espinhas. Sinceramente acho que isto é Sina…

Gabriel Lopes

Status

Quando for grande…

Quando em 2008 comecei a trabalhar, pouco se falava em empreendedorismo, incubadoras de empresas ou de start up’s, mas desde essa altura que o meu objectivo profissional é trabalhar por conta própria.

Enquanto não surge a oportunidade e o momento de concretizar esse sonho o objectivo é gostar do que faço, aprender, desenvolver competências e crescer de forma contínua fazendo o possível para que o percurso seja coerente e com sentido ascendente.

Se aos 50, 50 e poucos não tiver o meu sonho realizado, tenciono juntar os trocos que tiver amealhado até então e rumar com a “Maria” até à terra onde nos instalaremos por conta própria, ela com a sua casa de chá e doces caseiros e eu dedicado à exploração florestal ou agrícola.

Até lá tudo pode acontecer ou não, o importante é que haja saúde.

Gabriel Lopes

Status

Dia de Pai

Hoje é um daqueles dias únicos na vida em que não posso deixar passar a oportunidade de dizer o que a palavra Pai significa para mim.

Hoje é o dia em que digo que tenho o melhor pai do mundo por todos os motivos e mais alguns. À sua maneira, com o seu feitio, defeitos e virtudes sempre deu o seu melhor e fez tudo o que podia e sabia para ser o melhor pai e me ajudar a ser a pessoa que sou hoje.

Mas hoje é também o dia em que essa passou a ser também a minha maior missão: Ser pai, ser o melhor pai do mundo para o meu filho António! Espero que um dia tenha orgulho em mim, o mesmo orgulho, admiração e respeito que tenho pelo meu pai António.

Amo-te Pai! Amo-te Filho!

Gabriel Lopes

 

 

Pequenas Grandes Diferenças…

Este fim de semana numa ida ao Pingo Doce reparei que a cor das embalagens do leite magro da marca própria desta insígnia não era exactamente a mesma apesar de estar nas mesmas prateleiras, ao mesmo preço e com a mesma identificação… Achei estranho e não tendo percebido a diferença comentei com a minha mulher. Sempre atenta aos mais pequenos detalhes no que toca à selecção dos produtos alimentares, explicou-me que a diferença estava na origem do leite.

Coloquei duas embalagens lado a lado e lá estava a indicação Pt numa e Fr na outra. Leite UHT Magro Pingo Doce 1 Litro produzido em Portugal (à esquerda) e Leite UHT Magro Pingo Doce 1 Litro produzido em França (à direita).

Leite Pt vs Fr

Aqui está mais uma prova de que podemos ajudar os produtores de leite nacionais e estimular a economia do nosso país sem que isso implique gastar mais ou mudar os hábitos de consumo.

Gabriel Lopes

Status

Avós!

Mesmo não sendo dia dos avós, hoje apetecia-me ir visitar os meus, não fossem os 350 kms que nos separam…

A vida às vezes é assim, nem sempre fazemos as coisas que gostamos com a frequência que queremos. O meu avô Adelino (Paterno) e a minha avó Ângela (Materna) vivem em lares desde há alguns anos a esta parte e sempre que os visito volto com um misto de sentimentos que me deixa por um lado muito feliz por poder estar com eles mas ao mesmo tempo um pouco triste por sentir que estão a ficar mesmo muito velhinhos…

Como gostava de poder continuar ouvir histórias das suas vidas durante muitos mais anos com a lucidez que ambos têm aos 93 e aos 92 anos. Estão relativamente bem, apesar da avó ainda hoje não gostar muito da ideia de morar no lar e ter caído há coisa de um mês. Já o avô mal consegue ver devido às cataratas que já não são operáveis, apesar disso está sempre bem disposto, por ele está sempre tudo bem e toda a equipa do lar gosta dele. Ao contrário da avó após um mês de estadia já dizia: “Se eu soubesse que era assim, já tinha vindo antes!

Esta é a ideia que tenho em mente quando sentir que já não tenho capacidades para tratar de mim, dos meus e da minha casa… Assim eu lá chegue.

Gabriel Lopes

Status

Só podem estar a brincar…

Desde que me recordo de ouvir falar na Maternidade Alfredo da Costa (MAC) a conversa é sempre a mesma… Está no limite da capacidade e vai fechar!!!

Maternidade Alfredo da Costa

Após a visita que fiz na última sexta feira, o sentimento que me invadiu o espírito foi: “Só podem estar a brincar…

É certo que o edifício está velho e precisa de obras em muitas das suas áreas mas não pagamos impostos suficientes pra isso? É inadmissível os quartos duma maternidade terem janelas de madeira velha com vidro de 3 mm de espessura, escadas de madeira desniveladas entre pisos que rangem à medida que se sobe mais um degrau, 8 camas por quarto e uma casa de banho por piso… Como é isto possível em 2016 na Maternidade com maior número de partos em Portugal e onde nasceu meia Lisboa?

E a parte do estar no Limite da Capacidade, é de rebolar a rir. Um atentado à inteligência de qualquer pessoa… Como é que é possível manipular a opinião pública desta forma? Que interesse está por detrás do extermínio desta instituição? Quem são os responsáveis? Simplesmente inacreditável, sobretudo se se tiver em conta que a natalidade decresceu vertiginosamente nas últimas décadas e que a Maternidade tem um piso inteiro encerrado…

Escandaloso e Vergonhoso!!!

Gabriel Lopes

 

Está feito!

Está feito! Pós Graduação concluída com sucesso.

Dito assim parece que foi fácil, mas na verdade foi um investimento pessoal e familiar que ao longo do último ano com muitas horas de estudo, trabalhos atrás de trabalho, jantares à pressa, poucas horas de sono, tudo isto conciliado com a parte familiar e laboral.

Na parte familiar a minha Leonor foi um apoio constante e generoso sempre com disponibilidade, paciência e muita compreensão sobretudo nos últimos meses em que já carrega o nosso filhote no ventre. Na parte laboral utilizei a velha máxima do “antes quebrar que torcer” e não deixei de dar o meu melhor todos os dias, sobretudo nos meses seguintes a ter deixado a Alliance Healthcare para ingressar no O Boticário.

Agora foi também muito recompensador, desafiante e gratificante, não só pela aprendizagem mas também pelos colegas que conheci ou reencontrei, por alguns professores verdadeiramente inspiradores, por grande parte dos temas abordados e fundamentalmente porque correspondeu ao meu objectivo inicial de complementar a minha formação base, em engenharia, com formação específica na área onde profissionalmente me sinto bem e realizado, a Logística.

Gabriel Lopes

Status

Sabedoria Popular

Ou muito me engano ou António Costa vai acabar por apreender na primeira pessoa um velho ditado popular que diz que “Quem com cães se deita, com pulgas se levanta…” ou para os mais sensíveis “Quem se deita com miúdos, acorda molhado…

De uma forma ou de outra cá continuarei a assistir serenamente e obviamente a pagar a conta.

Haja Saúde.

Gabriel Lopes

Status

“Estás mais Magro!”

Em 2005 comecei a sentir a necessidade de acompanhar com regularidade a evolução do meu peso corporal e desde então mantenho o registo dessas pesagens num ficheiro Excel.

A manutenção deste ficheiro só por si nunca me fez reduzir ou ganhar peso, mas permitiu perceber por exemplo que todos os anos perdi peso no mês de Julho ou que em 9 dos 10 anos de registo aumentei peso em Dezembro. Meras curiosidades ou como diria a minha amiga Rita Marques: “Lá estás tu com a mania dos ficheiros Excel...”

Na semana passada, após uma visita aos ex-colegas de trabalho da Alliance Healthcare, à medida que iam chegando, um após outro dizia-me a mesma frase: “Estás mais magro!” Passado uns dias resolvi pesar-me e a balança confirmou o que eles diziam e que eu também já suspeitava há algum tempo: 86,2 Kg!!! O menor peso em mais de 10 anos. =)

Desde 2012 que tenho vindo a perder peso de forma gradual e constante graças à ajuda, preocupação, paciência e dotes culinários da minha Leonor. Neste momento já lá vão aprox. 14 Kg e sei que se juntar ao maior cuidado com a alimentação a prática regular de desporto vou melhorar pequenos aspectos que contribuirão com toda a certeza para melhorar a minha qualidade de vida actual e no futuro.

Gabriel Lopes

Status

Ir a Votos

Ontem ao passar pelo Parque das Nações dei com uma banquinha que recolhia as famosas 7500 assinaturas necessárias a qualquer Cidadão Eleitor, Português de Origem e com mais de 35 anos que queira ser candidato à Presidência da República.

Neste caso concreto, a recolha era para viabilizar a candidatura de Henrique Neto às Eleições Presidenciais de Janeiro próximo, mas fosse quem fosse, iria contar igualmente com a minha assinatura.

Sinceramente acho um abuso ser necessário tanta assinatura… Faz com que poucas sejam as pessoas fora da órbita dos partidos que possam ser candidatos. Assim, viabilizarei com a minha assinatura todas as candidaturas de candidatos amarelos ou cinzentos, às riscas ou às bolinhas, da extrema esquerda ou da extrema direita, Filipes ou Marias, … Na hora da verdade logo se verá aquele que reúne a maioria dos votos dos Portugueses para ser o próximo Presidente da República Portuguesa democraticamente eleito.

Gabriel Lopes

Status

Tradições Populares

Se há coisa que aprecio são as nossas tradições populares, aquelas que não vêm nos livros, as que uns criticam por serem tradições medievais, as que outros dizem não terem fundamento cientifico, ou até mesmo aquelas que muitos têm vergonha de dizer como nossas enquanto povo.

Gosto dos ditados populares, das rezas à peçonha, do enterro do entrudo, das procissões religiosas, das desfolhadas, dos bailaricos de música popular, do cepo de Natal e Ano Novo, de cantar as Janeiras, da matança do porco, de pisar as uvas no lagar, das cantorias nas noites de Verão…

Tenho saudades de muitos momentos como estes que marcaram a minha infância e juventude e que acredito que traduzem muito daquilo que é a nossa verdadeira essência enquanto povo humilde, crente, trabalhador, solidário e feliz!

Gabriel Lopes

Status

Comemos o refugo dos outros…

Hoje fui ao supermercado e quando ia comprar Pêssegos Carecas (Nectarinas) perguntei ao operador qual era a origem dos ditos Pêssegos, ao que o operador respondeu que eram provenientes de Espanha. Entretanto, ao meu lado, uma senhora que que tinha acabado de chegar e ouvido a conversa apressou-se a dizer: “Comemos o refugo dos outros…” olhei pra ela e ela continuou: “a nossa fruta que é boa vai toda pra fora e a nós mandam-nos comer o que os outros não querem, é uma Vergonha!” e dito isto foi embora.

Em meia dúzia de palavras aquela senhora disse tudo. Ainda procurei por Pêssegos de origem Portuguesa mas pura e simplesmente não havia. Ainda se fosse um fruto tropical, um fruto fora de época ou um fruto cuja nossa produção fosse reduzida, mas não, eram apenas Pêssegos!

Gabriel Lopes

Condução à Portuguesa.

No passado fim de semana resolvi ir à terra ver a família. O que é que isto tem de novidade? Nada! A única coisa diferente foi ter ido de carro em vez de Intercidades como habitualmente. Não fosse a manutenção a decorrer na linha da Beira Alta que implica transbordo para autocarro em Coimbra e outro em Mortágua novamente para o comboio, a opção pelo transporte público teria sido mais uma vez a eleita. Enfim… a verdade é que após 700 km por Estradas Nacionais, IP’s e Auto-Estradas constatei que duas situações:

1. É uma estupidez haver autoestradas com três faixas. Afinal de contas as pessoas não andam na faixa mais à direita, andam na faixa à direita da faixa mais à esquerda. Quando só há duas faixas está tudo bem a faixa mais à direita coincide com a faixa à direita da faixa mais à esquerda, agora quando existem 3 faixas isto não se verifica e acaba tudo por ir na faixa do meio. Resumindo, um autêntico desperdício de dinheiro em terceiras faixas…

2. Abrir uma oficina para substituição de “piscas” deve render, afinal muito poucos são os que funcionam!!! Um investimento relativamente pequeno e com retorno assegurado por altura das inspecções periódicas…

E assim, cá vamos nós andando pra baixo e pra cima neste pequeno rectângulo inclinado para o mar a que chamamos Portugal num estilo muito próprio a que chamo “Condução à Portuguesa“.

Gabriel Lopes

Vídeo

Le Tour 2015

O Tour de France está de volta para a sua 102ª edição e promete 3 semanas de emoção, estratégia e muito apoio aos nossos Portugueses:

  • Tiago Machado 98 (Katusha)
  • Rui Costa 151 (Lampre – Mérida)
  • Nelson Oliveira 155 (Lampre – Mérida)
  • José Mendes 197 (Bora – Argon 18)

Além dos nossos 4 representantes, este ano a bandeira nacional vai marcar presença em todas as etapas no corpo de Rui Costa (Campeão Nacional de Fundo) e de Nelson Oliveira (Campeão Nacional de Contra-Relógio). Grande motivo de Orgulho!!!

Resta desejar a todos sorte e sucesso.

Entretanto, fica o video teaser da edição deste ano:

Gabriel Lopes

Status

Participação Democrática

Grande parte dos nossos problemas enquanto País têm origem no facto da nossa Participação Democrática como Povo ser uma mediocridade assustadora. Basta ver alguns aspectos básicos:

  • Não vamos votar;
  • Não oferecemos alternativas;
  • Não sabemos as regras básicas do funcionamento da democracia;
  • Compactuamos diariamente com “jeitinhos”, “cunhas” e “esquemas”;
  • Deixa-mo-nos enganar repetidamente;
  • Achamos que só temos direitos e não temos deveres;

“Ah e tal isso é muito genérico”. Pois bem, concretizando:

  • Que fazemos nós quando vamos a 160Km/Hora na autoestrada e somos multados?
  • Que fazemos nós quando vemos médicos a darem consultas no privado no horário em que deviam estar ao serviço do SNS?
  • O que fazemos nós quando sabemos de professores universitários que usam bolsas da FCT para financiar trabalhos para as suas empresas?
  • O que fazemos nós quando alguém diz que vai votar no Político X para primeiro ministro?
  • O que fazemos nós quando o gestor público usa o poder para dar trabalho às empresas de amigos para depois tirar partido pessoal desses favorecimentos?
  • Que fazemos nós quando o varredor da rua do nosso município passa o meio dia sem estar a fazer o que realmente lhe compete?
  • O que fazemos nós quando não pedimos factura em todo o lado?
  • O que fazemos nós em dias de eleições com 35º C?

Nas respostas a estas e outra questões entra novamente o “ah e tal”… e é aqui que “fechamos os olhos”!!! Aqui a culpa é sempre dos outros, afinal é mais fácil por a culpa em alguém e dizer mal do que dar o corpinho ao manifesto e fazer o que deve ser feito…

Enfim… Enquanto cada um de nós não fizer o esforço para que no conjunto sejamos melhores, mais informados, mais participativos, mais exigentes, mais justos, vamos continuar a ser medíocres enquanto Povo e País.

Gabriel Lopes

 

Status

Somos de Onde Queremos Estar

Nem sempre conseguimos estar onde queremos, mas nada nos pode impedir de ser de onde queremos estar!

Eu cá tenho muito orgulho das minhas origens e de sentir que pertenço a esta pequena e humilde terra que dá pelo nome de Soito de Aguiar da Beira. Tal como muitos outros, faço parte de uma geração que nasceu, cresceu ou vive longe do Soito, mas sempre que posso lá vou eu pra “Casa”. Infelizmente o trabalho e a vida puxam-nos pra longe mas o coração esse só tem um sentido.

Soito

Foi numa visita virtual que descobri o site da União de Freguesias de Soito e Valverde por acaso. Só posso dizer que fico muito feliz por ver um site moderno, funcional, actualizado e que permite uma maior partilha de informação entre todos. Muitos Parabéns.

http://www.ufsoutovalverde.com/

Aproveito também para me alegrar com o facto desta União entre Freguesias ter decorrido de forma tão tranquila e harmoniosa fruto da grande proximidade que sempre existiu entre as duas Freguesias. Fomos rápidos a perceber que não havia outra alternativa e a assumir que juntos somos mais fortes. Mais uma vez parabéns a todos.

E como a Saudade já é muita e ainda falta algum tempo até ao mês de Agosto, vou aproveitar o fim de semana livre para ir ao Soito fazer uma pequena visita aos meus pais. Aos que ainda têm mais um mês e meio pela frente antes de poderem regressar deixo um forte abraço.

Gabriel Lopes

PS: Nunca vou deixar de dizer/escrever Soito para passar a dizer/escrever Souto. Nem que viva 100 anos. =)

Status

Dia Mundial da Criança

No Dia Mundial da Criança o meu pensamento vai para todas as Crianças vítimas de Minas Terrestres Anti-Pessoais que segundo dados  da UNICEF e da Cruz Vermelha representam actualmente entre 46% e 50% do total de vítimas destas aberrações…

diaintminas

As amputações de membros acontecem em 30% dos casos, sendo os rapazes os mais afectados…

Uma das muitas tragédias que ainda afectam as Crianças de mais de 60 países em todo o mundo.

Gabriel Lopes

Nota

Capitão Falcão

Ontem conheci O Capitão Falcão!!! O Super Herói Português Mais Patriótico de Sempre esteve à altura dos desafios e revelou-se simplesmente hilariante!!!

Portugal poderá contar com a Coragem e Justiça do seu Maior Herói para o proteger de todo e qualquer Perigo.

E pode também contar com os seus actores, realizadores, argumentistas, investidores etc para manter o Cinema Português vivo nas salas de Cinema.

A nós, enquanto público, cabe-nos apoiá-lo indo ver os Nossos Filmes.

Gabriel Lopes